Escola João Bezerra Filho vivencia o dia da Consciência Negra de forma interdisciplinar


O dia 20 de novembro, dia da Consciência Negra, é o Marco nacional na luta contra o racismo e a desigualdade racial. O dia incentiva a consciência histórica de uma sociedade que vivenciou longamente a escravidão e a reflexão sobre impacto da cultura e da presença do povo africano na formação da cultura brasileira.

Publicado em: 25 de novembro de 2019 | Comentário(s)

Fotos: Divulgação/JB

A Escola João Bezerra Filho vivenciou o dia da Consciência negra de forma interdisciplinar integrando diferentes componentes curriculares em uma temática central, através de interpretação da música, canto das três raças de Clara Nunes, leitura e debate sobre produções de autores negros, o contexto histórico e social de suas produções literárias e aplicações atuais sobre o tema, produção textual realizadas por todos estudantes e apresentadas em culminância, discussão da desigualdade histórica e da marginalização dos negros no Brasil, bem como seus efeitos nas relações modernas de trabalho e o acesso à direitos básicos universais como saúde e educação.

Formas de arte, cultura e expressão das características dos povos africanos, contextos sociais que moldaram a produção cultural da população negra no Brasil e suas expressões artísticas através da apresentação de dança, o canto do Senegal e desfile afro com tema as pérolas negras, representando a mulher negra e guerreira que lutou pelos direitos humanos e contribuiu com a história de nosso país.

Que sua voz não seja interrompida. Marielle Franco, presente!


VEJA TAMBÉM
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
Av. Floriano Gonçalves de Lima, 104 - Centro - Xexéu/PE
CEP: 55.555-000 | Fone: (81) 3681-8160 | E-mail: sec.xexeu@gmail.com

Blogger - Personalizado por: Wiraktan Cidrin